terça-feira, 1 de maio de 2018

geringonças que se limitam reciprocamente...


só o Venerando não percebe!
(bom! SExa, está bem acompanhado de comentadores télévisivos e jornalistas avençados...)
.
“Se alguém ainda tinha dúvidas sobre o impasse político em Portugal, perdeu-as certamente com o debate sobre o Pacto de Estabilidade na Assembleia da República. Foi um momento revelador. Todos os partidos, menos o PS, apresentaram propostas.
O resultado foi este:
o PSD e o CDS votaram contra as propostas do PCP e do BE,
o PCP e o BE votaram contra as propostas do PSD e do CDS, e
o PS votou contra todas.
Eis o retrato da situação política portuguesa. Ninguém tem força, a não ser para tirar força aos outros.
Em 2015, a geringonça formou-se para afastar o PSD e o CDS do governo. Mas de facto, houve sempre outra geringonça para reduzir a influência do PCP e do BE na actual maioria e 
o PS está no cruzamento destas geringonças que se limitam reciprocamente.”

Sem comentários: