domingo, 10 de abril de 2016

para memória futura

O presidente do conselho da geringonça defende que os recados de Draghi no Conselho de Estado não se aplicam ao país. Sobre a reestruturação da dívida, Costa afirma que o Governo não defende essa solução.
enquanto
a Catarina assegurou que o partido nunca procurará "pretextos para fragilizar um acordo de maioria", mas avisou que não desiste do "passo essencial" que é "acabar com a austeridade".
e

O secretário-geral do PCP classificou como "inadmissíveis e de inaceitável ingerência" as declarações do presidente do Banco Central Europeu sobre a situação económica e financeira europeia.

Sem comentários: