quarta-feira, 4 de junho de 2014

Cheira a Lisboa… e vai haver greve no Santo António!

O problema agravou-se depois da concretização da reforma administrativa em que muitos trabalhadores do departamento de Higiene Urbana foram transferidos da Câmara para as juntas de freguesias,
O presidente da autarquia, António Costa, já havia admitido que “ao fazer-se a transferência de meios para as juntas, o que se pôde constatar foi que grande parte dos meios não era utilizada na limpeza e na varredura, mas antes estava a ser usada para outras funções, nomeadamente nas recolhas junto aos ecopontos”.
Por outro lado, o próprio vereador reconheceu em reunião da Assembleia Municipal que tem havido um aumento das faltas injustificadas das pessoas envolvidas na recolha do lixo, que são os trabalhadores do departamento “com mais anos de serviço”, 
Vítor Reis, do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML), já havia alertado em reunião de Câmara que “180 [trabalhadores] não estão aptos” para a tarefa. E muitos estarão prestes a reformar-se,

 (in observador)

Sem comentários: