quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Mirónes...


Custa-me aceitar que a politica partidária se faça a custa dos proventos dos contribuintes.
Nacionalizaram-no e, nestes três anos, em média, levaram 100 euros a cada contribuinte e apenas recuperaram 8 no último ano.
Havia a possibilidade de reaver este ano, 20 euros por cada um de nós, mas arriscamo-nos a pagar 5 milhões.
Tudo a bem da cultura! Mas qual cultura? A que é feita para meia dúzia à custa do nosso dinheiro?
Pergunto-me quantos museus visitaram ou a quantas peças de teatro, de ópera ou bailado “eles assistiram nos últimos anos?
Custa-me estar da acordo com o Pedro Coelho e Aníbal Silva mas, como diria António Guterres: É a vida! (que às vezes, também, me prega partidas…)


ps: e se, para “ficarmos” com os miró’s, usassem parte das verbas dos subsidios que pagamos aos partidos!  

Sem comentários: