domingo, 5 de janeiro de 2014

Eusébio

Eusébio, melhor o choro e a raiva de Eusébio, após o jogo que nos retirou a merecida ida à final do Mundial de 1966, marca-me o fim do encantamento com esse “desporto” chamado futebol. Estava a caminho dos 21 anos.
Foi com ele e por via dele que, também no futebol, atingi a maioridade.
Descansa em paz, amigo.

Sem comentários: