quinta-feira, 6 de agosto de 2020

ele não queria que lhe dessem o nome...

...e os lisboetas sempre a chamaram e chamam de "A Ponte" 
Em 1958, o Estado Novo decidiu oficialmente a construção da ponte e no ano seguinte, foi aberto um concurso público internacional, para que fossem apresentadas propostas para a construção. Após a apresentação de quatro propostas, em 1960, a obra foi adjudicada à empresa norte-americana United States Steel Export Company, que em 1935, já tinha apresentado um projecto para a sua construção. A 5 de Novembro de 1962 iniciam-se os trabalhos de construção. Menos de quatro anos após o início, isto é, passados 45 meses, a ponte sobre o Tejo é inaugurada (seis meses antes do prazo previsto) no dia 6 de Agosto de 1966.
Oito anos depois, por iniciativa do "putschista" de Beja, João Varela Gomes, que após a inventona comunista do 28 de Setembro fora nomeado, improvisadamente, para presidir às primeiras comemorações da Revolução Republicana de 5 de Outubro de 1910, foi-lhe mudado o nome para "Ponte 25 de Abril".


Sem comentários: