sábado, 1 de junho de 2013

uma Geral...às pinguinhas?


…e pronto! Lá vem mais uma Greve Geral! Da função pública, isto é, dos transportes públicos, claro, porque nos dias que correm são cada vez menos os que aderem às ainda chamadas organizações representativas dos trabalhadores e, os que antes aderiram, com fé e esperança, hoje estão reformados ou defuntos.
Greve Geral? De um dia? Para derrubar o “triunvirato do psd-pp-тройка”!
Estão a gozar comigo!
Tenham coragem, avancem com uma Geral “à séria”, de dias, de muitos dias, até que “eles” caiam, e, aí sim, contam comigo e com muitos outros, talvez com a maioria!
Geral de um dia?
Vão-se lixar, ou vão ao urologista e tratem-se, que isto de greves “às pinguinhas” deve ser um problema de bexiga. Até lá, greves, arruadas, convenções da unicidade e manifs, só servem para enganar “idiotas úteis”, dar “bonecos” para “jornais” e aumentar os “shares” das tv’s.
Vamos sim,
para uma Greve Geral que só termine quando o governo e os seus tutores perceberem que nos estão a destruir como cultura e como povo, únicos em quase nove séculos de história, e que se é para nos acabar, preferimos que o seja como as arvores: de pé!

Sem comentários: