domingo, 13 de setembro de 2020

objecção de consciencia? Barra-se-lhes entrada no ensino superior público...

Barrar ensino superior público a quem recuse aulas de Cidadania pode ser solução, diz magistrada. Dulce Rocha defende que a “solução para alunos de Famalicão não deve ser o chumbo”. E sugere alternativa: se irmãos chegarem aos 16 anos e decidirem que não querem que lhes sejam ministrados conteúdos de Cidadania e Desenvolvimento que estão a falhar agora barrar-lhes entrada no ensino superior público pode ser a opção.(d’AQUI)


Sem comentários: